O neurologista Dr André Felicio fala neste artigo sobre a principal doença neurodegenerativa, o mal de Alzheimer, e discute sobre a situação incomum de pacientes que iniciam os sintomas ainda muito jovens, antes do 50 anos. Nestes casos, normalmente, existem mutações genéticas que predispõem à doença. Assim, embora casos familiares de Alzheimer sejam possíveis, é mais fácil imaginar que dois indivíduos idosos de uma mesma família que desenvolveram Alzheimer depois dos 65 anos de idade tiveram a doença devido à idade (principal fator de risco) do que propriamente alguma condição genética

Link da Matéria

http://www.minhavida.com.br/saude/materias/17815-doenca-de-alzheimer-mutacao-genetica-pode-favorecer-casos-precoces